REPÚDIO AO MACHISMO NO CONGRESSO BRASILEIRO

Carta de Princípios ENEBio –

7 – Defendemos uma formação de todas/os as/os biólogas/os fundamentado nos princípios éticos de respeito à vida.

Jair Bolsonaro começa o ano de 2015 em seu SÉTIMO mandato como Deputado Federal pelo estado do Rio de Janeiro. Sua votação, que está entre as maiores do estado neste ano, foi de 464 572 votos. Jair vem de uma família ligada ao congresso brasileiro, seus filhos Flávio e Carlos também ocupam cargos no governo, sendo que Flávio atualmente está no quarto mandato como Deputado Estadual e Carlos, também no quarto mandato, é vereador, ambos do Rio de Janeiro.

Seu outro filho, Eduardo Bolsonaro que foi eleito nessas eleições com 82 224 votos, pelo Partido Social Cristão (PSC) na Câmara dos Deputados – mesmo partido do pastor Marco Feliciano – esta sendo comentado na mídia brasileira por ter aparecido em uma manifestação portando uma arma do tipo Glock 9mm. Eduardo, como o pai Jair Bolsonaro, declaradamente defende a pena de morte, redução da maioridade penal, a prisão perpétua e a revogação do Estatuto do Desarmamento. Eduardo Bolsonaro em uma entrevista comentou “Hoje os direitos humanos estão muito fortes. Um tapa na orelha de um menor se transforma numa tempestade. Prefiro cadeia cheia de vagabundo a cemitério cheio de inocentes.”

Eduardo Bolsonaro Eduardo Bolsonaro armado em manifestação

Para não negar a linhagem, Jair Bolsonaro (PP-RJ), que pretende se candidatar a presidência em 2018, na terça-feira (09/12) na Câmara dos Deputados, proferiu as seguintes palavras: “Fica aí, Maria do Rosário, fica. Há poucos dias, tu me chamou de estuprador, no Salão Verde, e eu falei que não ia estuprar você porque você não merece. Fica aqui pra ouvir.” Esta foi a forma de reação do Deputado, ao ouvir o pronunciamento da Deputada Maria do Rosário (PT-RS) contra a ditadura militar, período horrível da história brasileira (1964 – 1985) que até nos dias de hoje os torturadores não foram julgados e condenados.

Jair Bolsonaro e Maria do Rosário, Foto: Gabriela Korossy e Luis Macedo / Câmara dos Deputados) Foto: Gabriela Korossy e Luis Macedo / Câmara dos Deputados

Por compreender que as/os biólogas/os para além de sua profissão defendemos a vida, e sabemos que não podemos olhar para os fatos descontextualizados, como o ato do Deputado Federal Jair Bolsonaro em proferir palavras de VIOLÊNCIA contra a mulher, como o estupro, NÃO PODEMOS FICAR CALADAS/OS!

Atos como esse não podem ser naturalizados em nosso cotidiano, é um reforço para que o fato de muitas mulheres sejam mortas todos os dias continue acontecendo. Repudiamos essa forma de ação e acreditamos que esse tipo de atitude deve ser discutida, pois historicamente a mulher vem sendo oprimida e essa opressão não afeta somente as mulheres, mas a sociedade como um todo.

QUANDO UMA MULHER AVANÇA, NENHUM HOMEM RETROCEDE! 

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s